2011 aproxima-se…

Temer o fim é negar o princípio da vida.

 

Felicidades em 2011 para todos.

Anúncios

O último voo do falcão – extraído de Contos Filosóficos do Mundo Inteiro, de Jean-Claude Carrière

” Um escritor iraniano do século XX, Khanlari, narrou o último vôo de um falcão. O pássaro sobrevoa uma paisagem em busca de uma presa. Ele se sente forte e ameaçador, ele enxerga e domina todas as coisas.
Atirada por um caçador escondido, uma flecha veio, então, a atingi-lo. Ele ficou ferido de morte, e o sente, não consegue mais bater as asas, que se fecharam.
Ao cair, ele olha a flecha que o traspassava e vê que a empenagem da flecha era feita de penas de falcão.
E disse, então, antes de morrer:
– De que adiantaria me lamentar? O que vem a nós, vem de nós.”

nota: o livro mencionado no título deste post publicado pela Ediouro, conta com histórias compiladas por Carrière durante dez anos de pesquisas em diferentes povos.