Saudades

Sempre saudosa minha alma lusitana… Sinto saudades do que não vivi, não aqui neste mundo, neste lugar com estas pessoas. Talvez em outras. Uma saudade quase infinita que me ergue do chão e quase não me quer mais soltar.

Anúncios

Uma resposta em “Saudades

  1. Que curiosaResolvi lhe escrever um versoNão uma prosaPorque a rima também dizO som que a palavra não quisLeia os versosE dê nota aos sonsMúsica. Silêncio.Sabe de uma coisaEu também ando investigandoA origem da inquietudeSeres tão frágeis que somosMas ainda fortes na essênciaEngraçado ficar buscandoE saudade encontrandoSe na plenitude estamosRevelações acontecemTantas idéias trocadasMundos de cafés, chás e álcoolPode rir, porque a alma gritaE se grita,A alma não mais agitaQue curiosaVamos rir…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s