palavrão

Ai meu Santo Eugênio, dai-me forças. Melhor soltar um palavrão do que ficar com dor de garganta. Não faz bem tomar antiobióticos.

Anúncios

Perdas

Sempre é triste dizer adeus. A gente se apega demais as formas, as coisas, as pessoas. Impermanência pressupõe saber dizer adeus, e neste mundo nada é perene. Então adeus. Choro de saudades dos dias que vivemos, mas o passado já se deteriorou e no lugar dele brota algo novo. Outras possibilidades. Adeus porque já não existe o que era antes. Triste é viver apegado ao que morreu. Sim e só. Adeus.

Caverna

Realidade ou sombra? Ontem saí de ti e quase não podia andar, as pernas estremeciam. Hoje já arrisco uns passos rápidos e amanhã, quem sabe um salto, um giro, uma dança. A novidade é tanta que fico triste, choro. Na dor, vejo-me mais intensa e acho graça, dou risada entre lágrimas. Realidade ou sombra?

Saudades

Sempre saudosa minha alma lusitana… Sinto saudades do que não vivi, não aqui neste mundo, neste lugar com estas pessoas. Talvez em outras. Uma saudade quase infinita que me ergue do chão e quase não me quer mais soltar.